Quem você levaria para uma península deserta?

Tecnicamente, Marau e uma península — mas a sensação que você ter o tempo todo e a de estar numa ilha. Se você não for dono de uma superjipe 4 x 4 ( é muita coragem), 0 único jeito de chegar e pela água. E o isolamento é real demais para você lembrar que esta no continente.

Os barcos (que eles chamam de ‘lancha’) saem da pequena Camamu — uma tipica cidade ;Amiga da Bahia, com Cidade Alta e Cidade Baixa — e levam uma hora e meia ate chegar a Barra Grande, o vilarejo de mais fácil acesso em toda a península. Com ruazinhas de areia e casas simples, Barra Grande atende as melhores expectativas de quem busca a experiencia de ferias no fim do mundo.

As pousadas e restaurantes não descaracterizaram o lugar, e o comercio e de cidadezinha pequena, sem tiques turísticos. Ninguém aqui esta interessado em transformar a península num centro de badalação, como Morro de São Paulo — existem inclusive alguns emigrantes vindos de ltacaré, inconformados : com o crescimento de seu amigo paraíso.

Barra Grande é o único lugar de Maraú para quem não quer ficar ilhado numa Praia distante. Mas se o que você quer é justamente ficar ilhado numa praia distante, existem boas pousadas fora da vila, em Taipus de Fora, no Cassange ou em Saquaíra.