Gosta de tranquilidade, Sushi, jet ski ou toboágua, então visite a ilha de Boipeba

Eu sou você ontem

Para quem quer isolamento num cenário virtualmente intocado, Boipeba é um achado. Essa ilhazinha escondida atrás da ilha de Tinharé (onde está Morro de São Paulo) tem praias desertas — e magnificas. Seu sossego só é perturbado pelos grupos que vem de Morro de São Paulo para passar o dia.

Mas nem é tanta gente assim — e todos chegam por volta do meio-dia, e vão embora Iá pelas quatro da tarde, perdendo o momento mágico do dia: o por-do-sol no rio. A vila, conhecida por Velha Boipeba, fica a beira-rio, e é povoada por Pescadores que moram em casinhas rusticas.

A maioria das pousadas fica fora da vila, na praia mezzo fluvial, mezzo marítima da Boca da Barra — a caminho das praias de mar aberto.Uma trilhazinha de menos de 10 minutos leva as praias de Tassimirim e Cueira (de onde se pode voltar para a vila “por dentro”, em 20 minutos de caminhada). Para ir as outras praias — em especial a belíssima Moreré — é preciso ir de barco ou caminhar bastante.

Muitos se preocupam com a possibilidade de Boipeba seguir o mesmo rumo de Morro de São Paulo, que um dia já foi pacato assim. Quem escolhe Boipeba para passar uma temporada, no entanto, é mais maduro e está em busca de Paz.

Além do que, Boipeba é inteirinha uma área de proteção ambiental — o que ajuda a preservar sua beleza e seu sossego. Para fugir do movimento, basta não ficar nas barracas da Boca da Barra durante o dia, quando vem os grupos de Morro (quase diariamente no verão, mas nem todo dia fora de temporada I. Ou então, radicalizar e se mandar para Moreré.